segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Advento Primeira Semana para Reflexão

Olá amorinhas,
quantos tem feito Deus sorrir levanta a mão.... hum, antes de responder vamos conversar um pouquinho. 
fonte: Google
Como tem sido nossos dias, pessoas tem nos aborrecido? Pessoas tem feito calunias a nosso respeito?
Ou, temos olhado de forma imprópria para aquilo que não nos pertence seja na área emocional, pessoal, profissional?

Sim há muitas tentações nesse mundão afora, e muitas vezes cometemos atos que no momento não parecem ter um fator preocupante, afinal não estamos matando, roubando ou cometendo qualquer pecado capital que faça com que Deus se entristeça conosco. E é aí que na grande maioria das vezes nos enganamos. Se você não é uma pessoa espiritual não vai dar importância ao que vou falar, mas o nosso dia a dia pode fazer nosso Deus se aborrecer e se entristecer conosco e pior nos abominar em sua alma, não sei você, mas eu não quero isso , meu desejo é faze-lo sorrir a todo tempo quando olhar pra mim.

E minha devocional desses últimos dias está em em Provérbios 6:16-19
"Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina:
Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,
O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal,
A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos."

Você se viu em algum item da lista acima? Confesso que eu sim e isso é muito triste... quer ver como aborrecemos o coração de Deus sem percebermos, quando estamos conversando com uma amiga e ela tem birra de alguém e começa a falar mal desse alguém, automaticamente tomamos partido dela e também falamos mal dessa pessoa não só pra nossa amiga, mas pra outra pessoas também e isso é semear contenda, porque podemos fazer que mais pessoas fiquem contra essa pessoa. E isso não acontece apenas no mundo secular, mas acontece muito dentro de nossas igrejas, quando falamos mal de nossa irmã de ministério, de nosso líder e até de irmãozinhos que nem temos contato.   
E isso acontece muito e de tudo foi o que mais me preocupou, porque o que nós mulheres mais fazemos é nos reunir e falar mal de alguém, com a desculpa de orarmos pela pessoa, sim temos um lado hipócrita que entristece a Deus. 

Porque eu citei esse exemplo, porque os 6 primeiros alertas eu cuido pra não cometer, eu busco ser humilde e não ser soberba com olhos altivos; busco não mentir pras pessoas tento ser sincera com todos;  busco não matar ninguém, mesmo quando em TPM; busco não engendrar nenhum plano maquiavélico pra derrubar as pessoas; busco sempre fazer o bem; e como não gosto de mentiras, se me pedem pra mentir eu não o faço, já perdi emprego por causa dessa minha atitude...... mas esse último que é o semear contenda entre irmãos eu busco não faze-lo também, mas já me peguei em situações de conversar de roda fazendo isso e foi exatamente isso que me preocupou, porque cometemos essa ato sem nos apercebermos, porque é muito sutil no nosso dia a dia e é por isso que Deus abomina, porque vem do coração e não da razão, não controlamos racionalmente, quando menos percebemos estamos praticando algo que não só vai entristecer nosso irmão ou a nós mesmos, mas vamos entristecer a alma de Deus.

Vamos buscar sabedoria no Senhor e buscar fazer o bem e não praticar o mal, porque já tem muita gente fazendo isso, o que precisamos nos dias atuais é de pessoas que busquem não o bem estar na individualidade, mas o bem estar na coletividade. E se você não for uma pessoa espiritual e não ligar pra o que Deus pensa, entenda que independente de nossa religião se queremos um lugar melhor pra nossos filhos e netos, temos de voltar a ensinar e praticar a ética e respeito em relação as pessoas, pra que possamos viver num mundo que haja mais amor e tolerância entre as pessoas, porque guerras e contendas não ajudam ninguém.

Para a gente refletir nesse período de Advento: Estou fazendo meu Senhor sorrir pela minha vida?

Essa semana é a primeira semana do Advento
Fonte

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Sorria mesmo quando tudo te diz ao contrário....

Nem todos os dias a vida me faz rir, mas eu rio todos os dias.....  

O nosso dia a dia muitas vezes nos trazem tribulação, confusão e muitos "ãos" vida a fora...

Então a minha dica de hoje é faça do seu dia um dia feliz, mesmo que tudo esteja dando errado, ria de você mesma, ria das situações... os problemas com certeza não vão se resolver, mas eles vão deixar de ser um fardo pra você...

Se permita ser feliz, ser feliz é uma questão de atitude...

Mude sua atitude diante da vida, tente, experimente...

Não aguarde grandes transformações para mudar, se alegre com os pequenos gestos do dia a dia..

Hoje acordei triste, mas um simples comentário na minha linha do tempo do Facebook me fez sorrir e depois vieram outros que me fizeram me sentir querida...

Ás vezes é só disso que precisamos de um pouquinho de colo, mas se eu não tiver a atitude de querer transformar pequenos momentos e gestos em algo que me faça bem, quando acontecer algo grandioso não terei forças pra me alegrar...

Símbora ser feliz...

Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. Mateus 6:34
Eu, o Senhor, a guardo, e cada momento a regarei; para que ninguém lhe faça dano, de noite e de dia a guardarei. Isaías 27:3

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Ser Feliz ou Não ser Feliz....

As vezes me perguntam porque sou tão alegre, mesmo quando o mundo parece desmoronar... simples, não perco tempo guardando mágoa e rancor no coração, se alguém me frustra ou mágoa eu acho mais fácil perdoar do que ficar remoendo isso.

Se é fácil ter esse tipo de atitude... hã não, não é fácil, perco a paciência com as pessoas, fico triste e chateada com quem me ignora ou me julga sem ao menos me conhecer ou pior; pessoas que me conhecem e que me importo me ignorando.

Mas me considero uma criança que no minuto seguinte já esqueceu e tudo continua, lógico que esse minuto seguinte é mais longo quando somos crianças adultas... rsrs

Uma coisa que aprendi nesses lindos quarentas e tantos anos é que pra a vida de todos tem cor e se ela vai ser colorida e alegre ou cinza e monótona vai depender de como encaramos nossa jornada...

E eu passo canetinha colorida em tudo quanto é lugar que posso, tem algumas áreas que fica mais escuro e outras um pouco mais claras... o importante não perdermos o bom humor.

Deus nos fez pra ser amados e felizes e se não sentimos isso, das duas uma ou você não está deixando Deus entrar na sua vida ou você não quer ser feliz....

Fácil não é, ninguém disse que seria, Jesus nos diz em João 16.33 "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo."

Então... símbora ser feliz, simplesmente porque ...
 ...você merece!!!

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Quando Deus diz Não.....

Olá povo lindo, hoje estou reflexiva em uma questão. Na fé cristã entendemos que Deus tem 3 formas de responder nossas orações, Sim, Não e Aguarde um Pouco.

imagem Google
Já obtive muitos "sins" , muitos "aguardes"e logicamente muitos "nãos".... e no momento estou passando por um momento do "aguarde", não é fácil aguardar, sou uma pessoa  irrequieta, sempre  tenho de estar fazendo algo, simplesmente não consigo ficar parada e esperar seja o que for, quando marco um compromisso  faço de tudo pra chegar antes do horário, porque odeio ficar esperando alguém e sendo assim busco não deixar  seja quem for me esperando. Essa é minha natureza, sou assim.

Agora imagine minha aflição em aguardar um resposta de oração, pois bem, pela fé eu busco sempre o "Sim" de Deus, que Ele se compadeça de mim e atente pro meu clamor e me agracie com sua benção. Ou que pelo menos me faça entender que no momento não será possível, mas que eu tenha fé que no tempo certo a benção virá. Mas e quando a resposta é "Não"?

Após minha devocional dessa manhã, me veio essa pergunta após minhas orações, e "se"? E se Deus me responder com um "Não", como eu disse eu já tive muitos "nãos" em minha jornada cristã e sempre continuei minha jornada buscando outra solução que sempre vinha adiante e muitas vezes até melhor do que o que eu estava buscando antes. Eu sei minha resposta e sei como vou enfrentar essa situação caso Deus não me atenda. Mas quero saber de você, quero que você querido leitor desse momento de forma sincera responda a si mesmo, qual a sua atitude diante de um NÃO de Deus pra algo que realmente é imprescindível aos seu entender, se você não for atendido, qual será sua reação?

  • Irá desmoronar e perder a fé.
  • Irá chorar espernear e sentir menos amado.
  • Irá buscar do teu jeito e fazer por você mesmo, afinal   Deus não entendeu o que você pediu.
  • Irá continuar a sua jornada e independente do que acontecer continuará a crer e agradecer por não ter conseguido o que queria, mas entender que foi o melhor mesmo que agora nesse momento não entenda.

Com certeza no impeto de ser espiritualmente correto, você vá me dizer que continuará a crer e entende. Mas  já vi muita gente se abalar e se desviar do caminho, aos poucos perde aquele vigor de outrora e já não acha graça em ir aos cultos, os estudos bíblicos e reuniões de oração perdem a graça, e sem perceber volta a ter uma vida medíocre se achando o mais pobre dos mortais.

Pense nisso, será que você já está vivendo uma vida medíocre e nem se apercebeu disso, só porque Deus andou te dizendo alguns "nãos"pelo caminho?

terça-feira, 11 de junho de 2013

Hoje... estou triste.

Tem dias que parecem noites e só a fé firma nossos passos......

Estou nesse dilema, continuar a caminhar mesmo quando os pés vacilam no meio a escuridão.

No meu caso a escuridão são as dificuldades que no momento se estabeleceram desde abril, maridinho está desempregado e eu bem eu sou uma dona de casa sem renda, a pouca que tenho vem de trabalhos manuais que são mais pra terapia e hobby do que pra renda e nessas horas eu penso como pude não me colocar no mercado e ter realmente pegado firme pra comercializar minhas peças, de repente nesse momento poderia ajudar, mas a verdade é que não nos preparamos pro dias maus, pra aqueles momentos onde as coisas não vão acontecer da forma correta que sempre aconteceram.

Hoje a fé tá falando mais alto e por causa disso e só por causa disso não estou me descabelando e surtando, mas preciso confessar que estou triste, muito triste, preocupada com esse mês... a dúvida será que conseguiremos submergir pro dia claro antes de nossas reservas financeiras cessarem, algo em mim diz, "calma vai dar tudo certo, tenha fé." e em nenhum momento ouvi algo diferente ou acreditei em algo diferente.

Tenho fé, creio que tudo vai se organizar... mas hoje estou me dando o direito de dizer:

"_Senhor Deus, estou triste. Nos socorre" e como diz o salmista "...apressa-te em me socorrer Senhor" (Salmos 70.1)


sexta-feira, 5 de abril de 2013

O dia que quase incendiei a casa...

imagem Google
 Minha infância não foi fácil e minha adolescência pior, graças a Deus cheguei ilesa na maturidade....mas não estou aqui pra ficar fazendo chororo não se preocupe.... na verdade quero compartilhar com vocês uma lembrança de infância e quem sabe rirmos juntos.

Tempos atrás eu li uma matéria no blog da Elaine Gaspareto (clique no nome pra ler a matéria que me referi) e ela me atiçou a memória e me levou pra épocas que praticamente deletei quase tudo, mas essa experiencia ainda vou contar pros meus netos um dia....

Quem aqui da minha geração não se lembra do Sitio do Pica Pau Amarelo??? Com certeza todos devem lembrar, pois era muito bom, nada comparado aos programas infantis de hoje em dia que é computadorizado, naquela época era diferente, mas isso é assunto pra outro dia.

Pois bem, eu devia ter uns 5 pra 6 anos na época e morava com minha mãe, era apenas ela e eu e Deus pra nos guardar, como disse foi uma época difícil, minha mãe tinha de trabalhar e eu ficava sozinha em casa. Antes de sair ela deixava meu café pronto era só eu esquentar, sim eu mexia com fogo, então quando acordava a primeira coisa que fazia era ligar a TV pra assistir  o meu programa favorito, com todas as histórias de aventuras, príncipes e princesas minha imaginação voava, queria estar lá e viver tudo aquilo com a Emília, eu acendia o fogão pra requentar meu café e fritar um ovo pra comer com pão, até hoje eu amo ovo com pão, e enquanto o fogo fazia seu serviço eu sentei no sofá pra prestar atenção em mais uma aventura daquela turminha e de repente escuto minha vizinha entrando com um balde d'água e jogando em cima do fogão, foi um "forféu" dos grandes, não sei por quanto tempo eu me desliguei da realidade, porque o bule de café virou carvão assim como a frigideira e chegou a fazer uma labareda que lambeu o teto e deixou a marca preta pra eu nunca mais esquecer o fogo ligado.

Naquele dia aconteceram duas grandes coisas, a primeira foi que por pouco eu não pus fogo na casinha de madeira que morávamos e morria ali mesmo e hoje você não ia ter o prazer de me conhecer rsrsrs... e a outra foi que levei a maior surra da minha pequena vida, por ter sido tão descuidada..... sim eu apanhei e ainda levei bronca porque aquele era o único bule de café que nós tínhamos...rsrsrs

Hoje quando lembro e conto pras pessoas eu rio, minha mãe comentou anos atrás que ela se arrepende de ter me dado uma surra. Mas eu não a culpo, entendo que na verdade ela não soube o que fazer na inexperiência dela na época e no desespero de chegar em casa depois de sabe-se lá quando tempo fora trabalhando, chegar em casa e a ver  no estado que estava...e ainda imaginando que eu podia estar machucada ou coisa pior.

Eu tenho duas memórias boas e uma ruim daquela época que morávamos num terreno com sei lá quantas casas juntas.

Lembro de uma família que morava ao lado e eles eram baianos e eu amava ir comer na casa deles, porque eles não tinham o habito de usar talheres, eles comiam com as mãos, lembro que a gente pegava uma colher de farinha e colocava no prato de feijão   e com a mão fazíamos bolinhos e comíamos com as mãos mesmo, a colher era só pra por a comida no prato, pra mim aquilo era diversão pura. E a outra memória boa foi essa do fogaréu da casa, porque hoje posso enxergar que Deus já cuidava de mim naquela época e apesar de eu ter vivido momentos que nenhuma criança deveria ter vivido, eu me sinto agradecida a Deus pelo livramento daquela manhã. Senão não teria a família que tenho hoje, não teria conhecido pessoas que passaram pela minha vida de forma tremenda, não teria vivido muita coisa boa que vivi depois de adulta.

É engraçado porque quando tento puxar outras memórias, parece que não aconteceram, tenho vagas lembranças, mas nenhuma tão clara quanto estas, se eu fechar os olhos consigo me ver sentada de cócoras junto daquela família no quintal comendo aquele angu, (acho que era esse o nome do prato que comíamos com a mão) e do balde d'agua sendo jogado no fogão.

Na época minha mãe e eu só tínhamos incertezas e vivíamos um dia de cada vez...e hoje olho pra trás e agradeço a Deus, pois reconheço a mão d'Ele nos protegendo, mesmo nós sendo ignorantes da presença d'Ele nas nossas vidas.

A memória ruim? Deixa quieto, não vale a pena contar...

"Não importa o que se viveu, se foram momentos bons ou ruins,  que importa é o que fazemos com nossas vidas agora." by Mara Oliveira

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Um boa mãe, pode gerar maus filhos?

imagem Google
Ontem pela manhã conversei com uma mãe, desesperada pelo seu filho....eu pude sentir a dor de sua alma enquanto me falava de todo trabalho que o filho de 13 anos estava lhe dando, tantas preocupações, tantas dores....

Ela estava ali sentada na minha frente e me relatava com angustia, o quanto o filho estava rebelde e desobediente, saia a noite e voltava de madrugada, os "amigos" mais velhos que ele o convenciam a desobedecer suas ordens de chegar cedo, de não sair tarde.

Me senti inútil, pois não tinha nada de concreto, que poderia fazer pra que a dor daquela mãe fosse embora, lágrimas não escorreram de suas faces, pois acredito que nem lágrimas há mais, na verdade ela me disse algo que me deixou perplexa, ela me falou que estava perdendo a fé, que não via mais solução pro filho dela, pois ele já estava a desrespeitando ao ponto de de xingá-la, de bater nela.

O que eu fiz? Eu escutei o mais atenta que podia, pois naquele momento senti que tudo o que ela precisava era que alguém a escutasse e foi o que fiz, nos momentos que me dava uma brecha eu aconselhava e sempre lhe dizia para não perder a fé.

Desde ontem estou orando por ela e pelo seu filho, é o que eu posso fazer, não a conheço, muito menos conheço seu filho, ela simplesmente apareceu, entrou na minha cozinha, tentou beber do meu café e comer do meu pão, mas o pão que ela precisa não é o físico e sim o espiritual. Ela que estava com fome, pois me disse que nem tinha dado tempo de comer antes de sair pra trabalhar, não conseguiu comer todo o pão, pois precisava falar e falou, falou o quanto cuidou, deu carinho a aquele menino que agora era um estranho para ela, ia desistir dele, devolver pro pai, sim pra ajudar já esta no seu segundo casamento que também não deu certo, e desse casamento nasceu uma menina que ficou com o pai , porque com certeza por ciúmes o menino bateu na bebê.

Como disse não a conheço, o que sei é apenas esse pedaço da história, ela me contou outros pedaços de sua história, mas são o que são pedaços, não tem como eu encaixar e dizer o que ela deve fazer ou como resolver esse problema.

Contei a ela a minha experiencia, o que fiz, como consegui resolver e ela me olhou com aquele olhar que diz não acreditar que vá funcionar com ela. 

A que ponto perdemos o controle de nossos filhos?  Quando o nosso carinho já não é o suficiente, para eles procurarem no mundo afora algo que nem eles sabem o que buscam?

Uma boa mãe pode gerar maus filhos? 

Se você for como eu, que tem o privilegio de ter filhos já adultos e que são benção na sua vida, te respeitam e te amam, talvez você julgue que essa mãe na verdade não foi uma boa mãe, pois senão ela teria o respeito do seu filho. Mas o pouco que me relatou eu pude ver que ela era uma boa mãe e que na sua jornada dupla de pai e mãe fez o que pode e deu o amor e atenção que podia dar, mas não foi suficiente. 

Conheço boas mães, conheço o cuidado que deram aos seus filhos e ainda assim, não tiveram a recompensa de serem amadas por eles.

O que me incomoda é o sentimento de culpa por ser privilegiada por ter filhos maravilhosos e um marido amoroso. Entenda o que quero dizer, não estou dizendo que queria que fosse diferente comigo, mas que fosse diferente. Pois a esmagadora maioria da mulheres com que converso, tem algo a reclamar ou de seus filhos ou  de seu marido, e isso não está certo, o correto é que todas nós sejamos privilegiadas com filhos e maridos amorosos, mas talvez isso seja utopia, será?

Pensando bem .... sim é utopia pensar que tudo pode ser perfeito, porque não é, meus filhos são bençãos, mas também me dão trabalho, meu marido é amoroso, mas também me dá dor de cabeça. 

A diferença é que não desisto, não perco a fé de que sempre pode melhorar, me preocupo quando vejo  que as pessoas desistiram, perderam a fé de que podem ser felizes.

Jesus nos disse: "O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
João 10:10"



A vida é uma jornada e que não pode ser feita sozinha, minha fé se baseia que Cristo está comigo e que Ele me ajudará a ter uma vida abundante, pois esse versículo não fala no depois, mas fala no agora e agora busco ser feliz e na medida do possível em que as pessoas me permitem auxiliar, oro não só por mim, mas para todos que estão a minha volta, porque ser feliz tem de ser no coletivo.

Se você passa por um problema semelhante dessa mãe, meu conselho é: Não perca a fé. Sem fé não há esperança, não há motivos de lutar, motivos pra prosseguir......

"Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte."Tiago 1:6

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Resoluções e Realidades para 2013...

Agora no inicio do ano planejamos o que queremos fazer em 2013, eu planejei muita coisa, na verdade em dezembro já tinha planejado o que fazer em janeiro, e hoje me deparo com a realidade de que tudo que planejei pra janeiro não vão acontecer.. 

Havia programado de ir pra Curitiba, passar o aniversário da minha irmã junto com ela e aproveitar e tirar uns dias de férias junto com meu caçula, havia planejado em aproveitar minha estadia por lá e participar da corrida da Meia Noite.....até o corte do meu cabelo não sei se vai acontecer, pois acabei desanimando...

Se até um corte de cabelo eu mudei, o que  mais acontecerá de diferente no decorrer do ano? Aí vem a inquietação do meu coração humano, se janeiro não deu certo dará certo os demais pro restante do ano?

Tem tanta coisa pra acontecer, tenho tantas esperanças pra 2013, eu quero acreditar no meu coração que esse será um ano de colheita, um ano de vitórias.... mas como sempre digo só recebemos vitórias se lutarmos nossas batalhas, e as minhas batalhas já se iniciaram em dezembro/12... 

Será que ao finalizar esse ano eu terei conquistado tudo aquilo que planejei conquistar?

Não sei, mas confio que o que Deus planejou pra mim, acontecerá, basta aguardar pra saber se os planos d'Ele e os meus vão bater.... 



Não sou do tipo de "crente" simplista que crê que seja bom ou ruim tá bom, porque Deus quis assim, na verdade acredito que Ele quer o melhor pra mim, mesmo que não seja o que eu entenda o que é melhor, mas o melhor de Deus vai acontecer, se não acontecer, não foi porque Deus não quis me dar, mas porque eu não batalhei com a força que Ele me deu, se não conquistei o melhor de Deus é porque eu perdi minha batalha. 


Muitas pessoas procuram alguém pra culpar de seus erros e derrotas pessoais, eu entendo que a única pessoa culpada por minha derrota ou conquista, sou eu mesma.

Imagem Google 
Por isso minha oração nesse inicio de ano é que eu tenha fé, sabedoria e ousadia. 
, para crer e não esmorecer. 
Sabedoria, pra saber  qual a melhor atitude a tomar diante das situações. 
Ousadia, pra não recuar quando for necessário avançar.

Um Feliz 2013 para todos nós e que venham batalhas, para que as vitórias prevaleçam...




"Muitos são os planos no coração do homem; mas o desígnio do Senhor, esse prevalecerá. "
Provérbios 19:21